Conheça 4 cuidados essenciais para a manutenção de equipamentos hospitalares

Conheça 4 cuidados essenciais para a manutenção de equipamentos hospitalares

Uma aparelhagem moderna e em perfeito estado de funcionamento é essencial para empresas que atuam nos mais variados segmentos, sobretudo em ramos tão competitivos e importantes quanto a área de saúde. Por isso, conhecer os cuidados com a manutenção de equipamentos hospitalares é tão necessário.

Isso pode ser ainda mais relevante se esses equipamentos armazenarem produtos que precisam ser refrigerados, visto que qualquer falha eventual ou problema de funcionamento pode causar sérios estragos, atrapalhando a rotina e a imagem do negócio. Continue lendo e aprenda um pouco mais sobre esse tema!

1. Não se esqueça da periodicidade

O primeiro dos cuidados essenciais para a manutenção de equipamentos hospitalares consiste em não abrir mão da periodicidade. Isso quer dizer que, de maneira periódica e muito bem programada, você deve avaliar as condições de operação dos seus aparelhos, em sintonia com a frequência das falhas ou problemas que eles costumam apresentar.

Em outras palavras, isso quer dizer que, para que a sua clínica ou hospital funcione com o grau máximo de qualidade e confiança, você precisa analisar a probabilidade de que algum componente necessite de conserto e minimizar eventuais condições inseguras de utilização.

2. Tenha um plano de prevenção

Para garantir a periodicidade da manutenção, você deve ter um bom plano de prevenção. Diversos hospitais ou clínicas falham nesse ponto e sofrem com a falta de indicações dos fabricantes sobre o que inspecionar.

Para criar um bom roteiro, você pode seguir alguns pontos básicos, começando com uma inspeção geral. Testes de desempenho também são essenciais e devem ser feitos por meio da leitura e verificação dos níveis de indicadores em geral.

É essencial que os aparelhos sejam sempre avaliados visualmente, em busca de falhas ou danos que possam ter sofrido. Dessa forma, você pode prever possíveis problemas, solucionando-os mesmo antes que eles se tornem um real problema.

3. Realize o treinamento da equipe

É importante que todas as ações que venham a ser realizadas nos equipamentos, inclusive as que estamos sugerindo, sejam feitas por pessoas capacitadas para isso. Sendo assim, investir no treinamento, interno ou externo, de um ou mais funcionários, possibilita que eles saibam organizar um roteiro, inspecionar, calibrar e investigar possíveis problemas.

4. Priorize os cuidados higiênicos 

Além de fazer a manutenção preventiva, que garante o aumento da vida útil e minimiza a chance de falhas, os cuidados higiênicos devem ser uma das maiores preocupações de qualquer empresa e profissional que atue na área da saúde. E, quando falamos sobre os equipamentos, isso não deve ser diferente.

Para a segurança de profissionais e pacientes, é preciso tomar todos os cuidados com a limpeza e esterilização, utilizando produtos adequados e fazendo tudo de acordo com as recomendações do fabricante. Dependendo do item, a desinfecção também se faz necessária, especialmente quando há risco de contaminação.

Para fazer uma boa manutenção de equipamentos hospitalares, você pode participar do workshop de cuidado com as óticas da Handle, aproveitando a nossa expertise e excelência do treinamento para o manuseio de produtos. Então não perca mais tempo e entre em contato conosco!

Deixe um comentário