Entenda os motivos para o aumento da importação de sêmen no Brasil

Entenda os motivos para o aumento da importação de sêmen no Brasil

O segmento da reprodução humana vem se desenvolvendo a passos largos nos últimos anos. Para termos uma noção, as anuências só começaram a ser emitidas em 2011, quando registramos tímidas 16 amostras. Em 2017, esse número já era de 860 amostras seminais, apresentando um crescimento de 97% ao ano. E a curva só tende a subir.

Para saber o que impacta no aumento dessa importação, é fundamental conhecer o cenário interno e externo dos Bancos de Sêmen. Neste artigo, falaremos sobre 4 fatores que influenciam nesse mercado. Se quer conhecer mais, continue lendo o artigo.

Motivos para o aumento da importação

O crescimento desse fenômeno pode ser atribuído a um conjunto de causas internas e externas ao país. A seguir, entenda o que provocou o aumento da importação de sêmen no Brasil!

Maior quantidade de doadores internacionais

Todas as amostras importadas para o Brasil nos últimos anos foram provenientes de três bancos norte-americanos: o Fairfax Cryobank, o Seattle Sperm Bank e o California Cryobank, sendo que o primeiro concentra cerca de 70% das amostras. A publicidade fornecida por esses centros e sua expansão nos Estados Unidos é um dos fatores que influencia na importação.

Mesmo que, nos últimos anos, tenha havido um aumento no número de doações em território nacional, ainda estamos longe do patamar de alguns países que já estão mais habituados ao procedimento.

Por aqui, não é permitido que haja nenhum tipo de pagamento ou contrapartida dos futuros pais e, para doar, é preciso que o homem seja apenas um voluntário, disposto a fazer isso por mero altruísmo.

Fácil acesso aos dados de bancos estrangeiros

Outra das principais razões para todo esse crescimento está na ampliação da divulgação dos bancos internacionais no Brasil. Muitas das melhores clínicas de reprodução humana assistida em nosso país passaram a ofertar essa alternativa para os pacientes, atitude que era menos comum em um passado próximo.

Além disso, há um fenômeno atual, que é a instalação de representantes das empresas estrangeiras em algumas das maiores cidades do país, o que vem facilitando todo o processo.

Alta disponibilidade de amostras de teste genéticos

O Brasil já apresenta uma regulamentação que vem avançando no tema da reprodução humana assistida e, por conta da nossa legislação, é obrigatória a realização de exames para detectar possíveis patologias paternas, sobretudo as de origem infectocontagiosa e as genéticas.

No entanto, as empresas estrangeiras costumam oferecer uma variedade bem maior de testes, com dados detalhados sobre a família do doador e, eventualmente, fotos da infância e propriedades físicas, intelectuais e psicológicas. Isso é desejável por quem deseja achar amostras com as características pretendidas pelos futuros pais.

Maior taxa de sucesso

Cada vez mais, surgem empresas com potencial para aumentar a taxa de sucesso na fertilização in vitro. O avanço da tecnologia no setor ajuda a disseminar a possibilidade de fecundação, aumentando assim a importação. Mesmo para o procedimento utilizando sêmen brasileiro, a qualidade dos materiais é fundamental para o sucesso do processo.

O crescimento nas taxas de importação de sêmen no Brasil se deve a vários fatores. A popularização da fertilização in vitro, a maior disponibilidade de informações e o crescimento no sucesso do procedimento são alguns deles. Por fim, é primordial prezar por serviços confiáveis e de qualidade para que tudo dê certo na fertilização.

Uma das fornecedoras de destaque na área é a Handle. Somos fornecedores de meios de cultura Cook Medical específicos para o preparo de sêmen e escolha dos melhores espermatozoides pós descongelamento, uma vez que as amostras vindas de bancos de sêmen internacionais estão congeladas. Isso aumenta a chance da fertilização dos óvulos, contribuindo para maior taxa de sucesso dos procedimentos.

Se você também preza pela qualidade dos produtos na área, podemos ser a solução certa para o seu negócio. Que tal conhecer nossos produtos de fertilidade?

Deixe um comentário