Estenose Uretral: como tratar

Estenose Uretral: como tratar

A uretra é um conduto com diâmetro de 8 a 9 mm que é responsável pelo esvaziamento da urina armazenada na bexiga. Ela é composta por dois segmentos, o anterior e o posterior e é irrigada por ramos das artérias pudendas externas e internas.

É um órgão que está suscetível a lesões de diversas etiologias, algumas delas podendo levar a estenoses uretrais. A estenose da uretra é o estreitamento de algum segmento do canal uretral, de causas diversas, entre elas traumatismos, inflamação ou causas desconhecidas. Esse problema leva a dificuldade no esvaziamento da bexiga podendo ter como conseqüências, infecções urinária de repetição, retenção de urina com possibilidade de uso de cateteres e até insuficiência renal.

O tratamento deve ser realizado por Urologista habilitado em Cirurgia Reconstrutora e vai desde os tratamentos mais simples por via endoscópica até a complexos procedimentos cirúrgicos que muitas vezes implicam em utilização de tecidos autólogos para enxertos ou retalhos. O tecido mais utilizado é a enxertia de mucosa da boca (oral) para reconstrução da uretra. Existe perspectivas de no futuro próximo possamos utilizar tecidos confeccionados em laboratório para plástica da uretra e já iniciaram trabalhos com transplante uretral.


Autor: Dr. Gustavo Cavalcanti Wanderley

Urologista com título de especialista pela SBU

Coordenador da Resistência Médica de Urologia do Hospital Getúlio Vargas SUS – PE

Deixe um comentário